Bombeiro italiano encontra corpo de enteada

Um bombeiro envolvido nos trabalhos de resgate após o terremoto devastador na Itália que matou mais de 200 pessoas tirou dos escombros o corpo de sua enteada, informaram fontes do Corpo de Bombeiros.

REUTERS

07 de abril de 2009 | 15h56

O oficial, que liderava uma equipe de bombeiros da cidade portuária de Pescara na costa Adriática, caiu no chão com lágrimas nos olhos quando os destroços foram retirados de cima do corpo da jovem mulher, que foi soterrada quando uma moradia desmoronou.

Um porta-voz do Corpo de Bombeiros disse que a vítima tinha ido estudar em uma universidade na cidade medieval de L'Aquila, a mais atingida pelo terremoto de segunda-feira. Ele não quis divulgar as identidades do bombeiro e da enteada.

Um fotógrafo da Reuters viu o bombeiro sendo amparado no local por dois colegas uniformizados. Nenhum detalhe adicional foi fornecido.

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse que foram confirmadas as mortes de 207 pessoas no pior terremoto a atingir a Itália em 30 anos. Dos cerca de 1.500 feridos, aproximadamente 100 estavam em condições graves. Os trabalhos de resgate têm sido dificultados por tremores de terra menores.

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIATERREMOTOBOMBEIROENTEADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.