Brasileiro é morto a facadas durante briga em Madri

Polícia detém 5 chineses que agrediram jovem de 25 anos que teria roubado restaurante de comida chinesa

Efe,

24 de junho de 2008 | 08h41

Cinco chineses foram detidos nesta terça-feira, 24, suspeitos de envolvimento na briga que matou um jovem brasileiro a facadas nesta madrugada no centro de Madri, segundo afirmou um porta-voz da polícia espanhola.   Segundo as primeiras investigações, o brasileiro e alguns amigos roubaram um posto de comida chinesa, e depois vários compatriotas do vendedor os perseguiram e os agrediram, matando o jovem e ferindo outro. Os cinco cidadãos chineses foram detidos perto do local da briga e, segundo o porta-voz policial, um deles poderia ser o autor material da punhalada que matou o brasileiro.   A briga ocorreu às 5h local, e quando as equipes médicas chegaram ao lugar, avisados pelos moradores, encontraram um homem de 25 anos em situação de parada cardiorrespiratória, e não conseguiram reanimá-lo. Segundo um porta-voz do serviço de emergência em Madri, o homem tinha um profundo ferimento de arma branca nas costas e contusões na cabeça causadas por pancadas.   Os médicos também atenderam no local um português de 27 anos que apresentava contusões e ferimentos no crânio e no rosto, em conseqüência de agressões. O serviço de emergência também atendeu um amigo das vítimas, de nacionalidade tcheca, que tinha presenciado os fatos e teve um ataque nervoso.

Mais conteúdo sobre:
EspanhaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.