Brown e Sarkozy disputam visita ao próximo presidente dos EUA

Os dois chefes de estado querem ser os primeiros a visitarem o novo presidente, seja Obama ou McCain

EFE

02 de novembro de 2008 | 14h13

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o presidente da França, Nicolas Sarkozy, estão atualmente empenhados em uma versão muito particular da corrida à Casa Branca, segundo um dominical britânico.   Cada um quer ser o primeiro a ser recebido no Salão Oval pelo próximo presidente dos Estados Unidos, seja este John McCain ou Barack Obama.   Segundo o "The Sunday Telegraph", os diplomatas britânicos em Washington receberam instruções para fazerem todo o possível para que Brown deixe Sarkozy para trás e se torne o primeiro político europeu a ser recebido pelo próximo chefe de Estado americano, que tomará posse em 20 de janeiro.   Em Londres, acredita-se que, se Obama vencer, o primeiro-ministro britânico terá grandes chances de derrotar o presidente francês nessa disputa, já que ambos são de centro-esquerda.   Além disso, o embaixador britânico em Washington, Nigel Sheinwald, tem vínculos estreitos com a equipe que assessora o candidato democrata em política externa e economia.   No entanto, para posar com o futuro presidente dos EUA, talvez nenhum dos dois líderes europeus tenha que esperar tanto.   Daqui a duas semanas, acontece em Washington a reunião que o atual ocupante da Casa Branca, George W. Bush, convocou para tratar da atual crise financeira internacional, e o vencedor das eleições americanas de terça-feira talvez esteja na cidade.   Nesse caso, diz o "Sunday Telegraph", Sarkozy pode sair na frente, já que, ao contrário do que ocorre com Brown, a autopromoção não causa nenhum constrangimento ao presidente francês.

Tudo o que sabemos sobre:
brownsarkozyeleições euaobamamccain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.