Brown sofre nova derrota eleitoral no Reino Unido

Trabalhistas perdem para o Partido Nacionalista Escocês uma cadeira no Parlamento Nacional

Efe,

25 de julho de 2008 | 05h06

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, sofreu uma humilhante derrota eleitoral em sua terra natal, a Escócia, onde os nacionalistas arrebataram de seu partido uma cadeira no Parlamento nacional, em uma circunscrição na qual contavam com grande maioria. Eleições locais em Glasgow questionam liderança de Brown O Partido Nacionalista Escocês (SNP, na sigla em inglês) conseguiu superar a vantagem de 13.507 votos dos trabalhistas para vencer por 365 votos, na eleição parcial realizada nesta quinta-feira em Glasgow East. O resultado adverso para o partido do primeiro-ministro representa, segundo analistas políticos, não somente um "terremoto político" no Reino Unido, mas um voto de castigo para Brown e seu governo, e pode ser crucial para o futuro do líder trabalhista. Com uma participação do 42,25%, inferior ao comparecimento de 48% da última votação, os nacionalistas escoceses conseguiram 11.277 votos, contra 10.912 dos trabalhistas. Os conservadores ficaram com o terceiro lugar, com 1.639 votos, enquanto os liberal-democratas terminaram em quarto, com 915. O vencedor da eleição parcial, o nacionalista John Mason, qualificou o resultado de "terremoto político" e de "vitória épica", enquanto a candidata trabalhista, Margaret Curran, lamentou a perda da cadeira por seu partido. "Acho que o Partido Trabalhista tem de ouvir a mensagem dos cidadãos de Glasgow East", disse. Os eleitores dessa circunscrição foram convocados às urnas para escolher seu deputado para uma cadeira que tinha ficado vaga após a renúncia por motivos de saúde do parlamentar trabalhista David Marshall.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoGordon Brown

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.