Cai apoio dos franceses a ação militar na República Centro-Africana

O apoio popular na França a uma operação de paz na República Centro-Africana caiu rapidamente depois da morte de dois jovens soldados, mostrou uma pesquisa neste sábado.

Reuters

14 de dezembro de 2013 | 16h59

Nicolas Vokaer, de 23 anos, e Antoine Le Quinio, de 22, foram mortos num combate durante uma patrulha da capital do país africano, Bangui, em 10 de dezembro, dias depois que a França enviou 1.600 militares para sua antiga colônia.

A missão, autorizada pela ONU, tem ajudado a debelar o conflito que já matou pelo menos 600 pessoas, em ataques entre rebeldes muçulmanos Seleka, que derrubaram o presidente François Bozize, e milícias cristãs.

De acordo com a pesquisa de opinião pública Ifop, conduzida entre 11 e 13 de dezembro, e publicada no jornal Journal du Dimanche, o apoio para a missão francesa na República Centro-Africana caiu para 44 por cento ante 51 por cento entre 6 e 7 de dezembro.

(Reportagem de Nicholas Vinocur)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAAFRICAPESQUISA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.