Cai vantagem de Berlusconi sobre a centro-esquerda, diz pesquisa

Os partidos de centro-esquerda parecemestar reduzindo a vantagem da coalizão centro-direitista deSilvio Berlusconi na campanha para as eleições italianas de 13e 14 de abril, segundo pesquisa publicada na segunda-feira. Cinco dias depois da convocação oficial das eleições,provocada pela queda do gabinete centro-esquerdista de RomanoProdi, o jornal La Repubblica publicou em seu site pesquisa doinstituto IPR segundo a qual o bloco de centro-esquerda tementre 45,5 e 46 por cento das intenções de voto. O bloco de Berlusconi recebe entre 49,5 e 51,5 por cento --a variação se deve à indecisão do partido centrista UDC emaderir ou não à coalizão do ex-premiê e magnata da mídia. O Partido Democrático (PD, o maior da esquerda) aparecesozinho com 29 a 30 por cento dos votos. Seu líder, WalterVeltroni, é o principal adversário de Berlusconi na disputapelo cargo de primeiro-ministro. O partido Povo da Liberdade, de Berlusconi, alcançaindividualmente de 37 a 40 por cento. Esse partido reúne aantiga legenda de Berlusconi, a Forza Italia, com a AliançaNacional, de direita. Nas pesquisas anteriores, o PD aparecia com 25 a 28 porcento das intenções de voto. Ainda há cerca de 30 por cento deindecisos. Veltroni e Berlusconi iniciaram sua campanha nodomingo. (Reportagem de Silvia Aloisi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.