Candidato socialista francês diz que tentaria mudar acordo da UE

O candidato favorito nas pesquisas de intenção de voto para a presidência da França, o socialista François Hollande, disse nesta segunda-feira que se for eleito no ano que vem vai procurar renegociar o acordo firmado na cúpula da União Europeia, na semana passada, com o objetivo de pôr fim à crise da dívida na zona do euro.

REUTERS

12 de dezembro de 2011 | 08h16

"Esse acordo não é a resposta certa", disse Hollande. "Se eu for eleito presidente, vou renegociar, renegociar este acordo", declarou em entrevista à rádio RTL.

Hollande afirmou que o acordo era sobre medidas de austeridade, mas deveria ter permitido um papel maior ao Banco Central europeu e a emissão de títulos governamentais em comum na zona do euro.

O candidato socialista lidera as pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial, marcada para 22 de abril e, num provável segundo turno, 6 de maio.

Na cúpula da UE na sexta-feira, em Bruxelas, líderes europeus concordaram em elaborar um novo tratado para aprofundar a integração econômica na zona do euro, especialmente com a intenção de impor dura disciplina orçamentária por meio de sanções automáticas quando os déficits superarem as metas.

(Reportagem de Brian Love)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAHOLLANDEEURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.