Candidatos se encontram para debate sobre economia no Reino Unido

Programa é o último antes das eleições de 6 de maio; gafe de Brown deve entrar em discussão

estadão.com.br

29 de abril de 2010 | 09h17

 

LONDRES - Os três principais candidatos ao cargo de primeiro-ministro no Reino Unido se encontram nesta quinta-feira, 29, para o terceiro e último debate eleitoral antes das eleições gerais no país, que ocorrem no dia 6 de maio.

 

Veja também:

linkPesquisa: há 65% de ser formado Parlamento misto

linkEconomia enfraquecida faz líderes hesitarem em propostas

 

O assunto do terceiro encontro entre o atual primeiro-ministro, o trabalhista Gordon Brown, o conservador David Cameron e o liberal democrata Nick Clegg terá como assunto principal os rumos econômicos do país. A questão da recuperação financeira é a mais importante e delicada da campanha eleitoral no Reino Unido, já que o país foi um dos mais afetados pela crise e apresenta um déficit de cerca de 170 bilhões de libras.

 

A imprensa britânica acredita que o encontro terá menos ênfase na postura dos candidatos e será mais focado no que cada um tem a dizer. Eles terão de responder pontualmente, por exemplo, quais cortes de gastos serão realizados e quando serão feitos para recolocar o país no caminho do crescimento econômico.

 

Outro assunto que deve entrar em pauta no debate foi o desastroso encontro de Brown com uma eleitora em Rochdale. Na ocasião, um microfone de uma rádio captou o premiê chamando a pensionista de intolerante, assunto que deve ser levantado por Cameron e Clegg para minar a já desestruturada campanha trabalhista.

 

Brown, porém, minimizou o ocorrido e disse que se aterá ao tema do debate. "Essa é a luta de nossas vidas para continuar no poder. O passado é passado, no debate eu quero falar do futuro da economia", disse o primeiro-ministro já perto de Birmingham, onde ocorrerá o encontro.

 

O encontro desta quinta-feira também será a oportunidade para Clegg consolidar o apoio adquirido após os primeiros debates. O liberal democrata foi apontado como o vencedor em ambas as ocasiões segundo pequisas realizadas com os próprios eleitores. Segundo a análise da agência de notícias BBC, a discussão econômica é o momento para Clegg persuadir os eleitores que o consideraram vitorioso a votar nos liberais democratas e explicar qual seria sua posição na chamada situação de Parlamento misto, quando nenhum partido tem maioria absoluta.

 

Para Cameron, o desafio será explicar o que é a "grande sociedade" que será construída caso ele seja o escolhido para liderar o país. O termo foi exaustivamente usado pelo conservador durante sua campanha, mas os eleitores continuam confusos sobre em quais mudanças na esse programa consistiria, e cabe a Cameron dar exemplos pontuais sobre sua proposta.

 

A série de debates deste ano foi a primeira da história do país. O primeiro tratou sobre os assuntos internos do Reino Unido, foi assistido por cerca de 9 milhões de pessoas e colocou Clegg como uma potencial terceira força na política britânica. O segundo teve como tema a política externa, mas foi assistido por menos eleitores - apenas 4 milhões. O encontro desta quinta-feira começa por volta das 19h30 locais (16h30 em Brasília).

 

(Com informações das agências Reuters e BBC)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.