Casa de líder islâmico radical é alvo de tiros na Noruega

O mulá Krekar, fundador do grupo Ansar Al-Islam, não se feriu no ataque a seu apartamento em Oslo

Associated Press,

25 de janeiro de 2010 | 08h07

A polícia norueguesa informa que tiros foram disparados contra o apartamento, em Oslo, do fundador de um grupo islâmico radical.

 

A nota da polícia diz que o mulá Krekar, fundador do grupo Ansar Al-Islam, não se feriu. Seu genro foi hospitalizado, com ferimentos a bala, e está em condição estável.

 

A nota informa ainda que testemunhas viram dois homens fugindo do local, mas que não há suspeitos.

O advogado de Krekar, Brynjar Meling, disse à mídia local que os agressores tentaram invadir o apartamento antes de abrir fogo.

 

O governo dos EUA acusa Krekar, um curdo iraquiano, de ligação com a Al-Qaeda, mas ele nega.

 

A Noruega já ordenou que ele fosse deportado para o Iraque, depois de declará-lo uma ameaça à segurança nacional, mas autoridades recusaram-se a executar a expulsão, por conta de questões humanitárias.

Tudo o que sabemos sobre:
iraquenoruegaislamismokrekar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.