Chanceler britânico pede resolução do caso Madeleine

Para ministro, 'o mais importante é saber o que aconteceu com a menina', desaparecida desde maio em Portugal

Efe,

08 de setembro de 2007 | 12h11

O ministro de Relações Exteriores britânico, David Miliband, ressaltou neste sábado, 8, que a Justiça portuguesa está fazendo seu trabalho no caso da britânica desaparecida Madeleine McCann e que "o mais importante é saber o que aconteceu com a menina".  Pais de Madeleine ''querem provar inocência'' Em declarações aos jornalistas durante a reunião informal de ministros de Relações Exteriores da União Européia realizado este fim de semana em Viana do Castelo, Portugal, o chefe da diplomacia britânica não quis comentar os últimos eventos em torno da investigação, assim como a declaração como suspeitos dos pais da menina. "A Justiça portuguesa está fazendo seu trabalho e os serviços consulares britânicos estão cumprindo sua obrigação, mas o mais importante é a menina", disse Miliband à imprensa. A Polícia declarou hoje o pai de Madeleine, Gerry McCann, como suspeito no desaparecimento da criança no Algarve, após interrogá-la durante mais de 8 horas. Sua mulher, Kate McCann, também foi declarada suspeita ontem, após mais de 15 horas de interrogatório.

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.