Chefe da máfia russa é detido em Berlim

Alexander Malyshe é acusado de ser membro de uma organização criminosa e de lavagem de dinheiro

EFE

21 de junho de 2008 | 06h40

A Polícia alemã deteve em Berlim o "número dois" da máfia russa, cujo principal líder, Alexander Malyshe, foi preso esta semana na Espanha. Segundo revelam os semanários alemães "Focus" e "Der Spiegel", o detido, que atende pelo nome de Mikhail R., tem 55 anos e é natural de São Petersburgo. O detido teve a prisão pedida pela Audiência Nacional espanhola, e é acusado de ser membro de uma organização criminosa e de lavagem de dinheiro. A detenção aconteceu após uma operação da Polícia alemã contra o grupo Tambovskaya Malyshevskaya, cuja cúpula se reuniu em Berlim recentemente para participar da festa de aniversário do mafioso agora capturado, à qual compareceu Alexander Malyshev. Mikhail compartilhava os negócios com Malyshev, mas cumpria as suas ordens e ocupava o segundo lugar na hierarquia do grupo. A "Der Spiegel" assegura que Mikhail R. esteve ligado durante os anos 80 com o tráfico de dólares falsos, e que um tribunal berlinense será o encarregado de decidir se será extraditado à Espanha. O mafioso capturado em Berlim administrava até um ano atrás um restaurante na capital alemã, e era o responsável por dirigir os negócios do Tambovskaya Malyshevskaya no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.