Chefe foragido da máfia italiana é preso no sul da Espanha

Ciro Figaro, considerado um dos mais perigosos da Itália, é o líder da família Mazzarella, que trafica para a África

Efe,

26 de fevereiro de 2010 | 13h08

Um dos chefes da Camorra napolitana, Ciro Figaro, incluído na lista dos foragidos mais perigosos da Itália, foi detido na cidade de Málaga, no sul da Espanha, na tarde desta sexta-feira, 26, confirmaram à fontes da Guarda de Finança (Polícia financeira).

 

Figaro, pertencente ao clã mafioso dos Mazzarella, foi localizado em companhia de outra pessoa, que também foi detida. O mafioso havia recebido uma grave ordem de prisão há três anos. Conforme os investigadores, havia algum tempo ele estava estabelecido na cidade espanhola, a partir de onde dirigia os interesses econômicos de sua "família" e sua principal atividade era o tráfico de drogas. A operação foi realizada pela Guarda de Finança italiana em colaboração com a Polícia espanhola e a Interpol.

 

Os investigadores consideram Figaro como o chefe do clã Mazzarella, em sua ramificação operacional na península ibérica, especializada no tráfico de drogas na Itália. A organização criminosa coordenada por Figaro, segundo os investigadores, mantinha uma estreita relação com traficantes de droga do norte da África.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.