Cheney chega à Geórgia para respaldar integridade territorial

Na véspera, no Azerbaijão, vice-presidente dos EUA classificou de invasão operação russa na Ossétia do Sul

Efe,

04 de setembro de 2008 | 05h29

O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, chegou nesta quinta-feira, 4, a Tbilisi, capital da Geórgia, para respaldar a integridade territorial do país, após o conflito armado com a Rússia e o reconhecimento por Moscou das independências das separatistas Abkházia e Ossétia do Sul. Veja também:EUA darão ajuda de US$ 1 bilhão à GeórgiaEntenda o conflito separatista na Geórgia  A chegada do avião de Cheney, que estava no vizinho Azerbaijão, foi transmitida ao vivo pela televisão local. No aeroporto de Tbilisi, o vice-presidente americano foi recebido pelo primeiro-ministro georgiano, Vladimir Gurgenidze, e a ministra de Assuntos Exteriores, Ekaterina Tkeshelashvili. Cheney se dirigiu em seguida à residência oficial, onde conversará com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili. Na véspera, em Baku, a capital do Azerbaijão, o vice-presidente americano qualificou de "invasão" as ações militares russas contra a Geórgia pelo conflito na Ossétia do Sul. Ao iniciar sua viagem pelo Cáucaso, Cheney indicou que sua mensagem é de que "os Estados Unidos têm um 'profundo interesse' no bem-estar e segurança" da região. Cheney também não chegou a Tbilisi com as mãos vazias: na véspera, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciou que seu país destinará US$ 1 bilhão às necessidades humanitárias da Geórgia e para impulsionar sua recuperação econômica. A visita durará apenas algumas horas, e em seguida o vice-presidente americano seguirá para Kiev, onde se reunirá com o presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko.

Tudo o que sabemos sobre:
GeórgiaDick Cheney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.