Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Petros Karadjias/AP
Petros Karadjias/AP

Chipre prende 3 suspeitos de roubo de corpo de ex-presidente

Cadáver de Papadopoulos foi encontrado nesta segunda em cemitério próximo de onde estava enterrado

Efe,

09 de março de 2010 | 17h46

A polícia de Chipre prendeu nesta terça-feira, 9, três suspeitos do roubo do cadáver do ex-presidente Tassos Papadopoulos, cujos restos mortais foram identificados hoje, segundo fontes de segurança.

 

De acordo com o canal de TV Sigma, os agentes detiveram um presidiário greco-cipriota que havia confessado o crime e descreveu os detalhes do roubo do corpo em 11 de setembro, um dia antes do primeiro aniversário de sua morte.

 

Também está preso um parente deste preso e um cidadão hindu com passaporte búlgaro falso, suspeito de ser o autor da ligação anônima que informou as autoridades sobre o paradeiro do cadáver nesta segunda.

 

Os restos mortais de Papadoulos foram encontrados no túmulo de um ancião que morreu em abril passado, em um cemitério a 5 km do em que o ex-líder estava enterrado.

 

Segundo o ministro cipriota de Justiça e Ordem Publicam Lucas Luca, os autores exigiram à família de Papadoloulos um resgate, o que os familiares do ex-presidente negam.

 

Papadoloulos, que governou o país mediterrâneo entre 2003 e 2008, morreu as 75 anos devido a um câncer de pulmão, em 12 de dezembro de 2008.

 

Sob seu mandato, o Chipre se incorporou a União Europeia e o plano da ONU para a reunificação da ilha mediterrânea foi bloqueado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.