Choque de trens na Itália deixa três mortos

Reconstituições apontam que um dos trens não realizou uma das paradas previstas

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

Pelo menos três pessoas morreram e sete foram feridas, duas delas gravemente, num choque frontal entre um trem de passageiros e outro de carga, nesta sexta-feira, 15, no centro da ilha da Sardenha, no oeste da Itália. Os mortos são o maquinista do trem de passageiros, Cosimo Serra, de 45 anos; uma turista suíça com passaporte britânico, Elisabeth Anne Kathryn, de 28 anos; e um morador da região, Bachisio Arca. Entre os feridos, o estado mais grave é o do maquinista do trem de carga. Equipes de resgate, bombeiros e Polícia enfrentam problemas para realizar seu trabalho no local, um terreno escarpado, informou a rede de televisão Sky TG24. O número de feridos pode aumentar. O acidente aconteceu por volta das 7h30 (2h30 de Brasília), numa ferrovia que une as zonas industriais de Nuoro e Macomer, no centro da ilha. O diretor dos Carabinieri (Polícia) Davide Egidi disse que todos os feridos foram levados a um hospital próximo. Os bombeiros tentam retirar o corpo de Serra, que morreu na hora do choque e ficou preso entre as ferragens do trem, acrescentou. Egidi disse ainda que, no momento, "é difícil saber se o acidente foi causado por falha humana". Segundo uma primeira reconstrução do acidente, um dos trens deveria ter parado na estação de Bortigali, a cerca de três quilômetros do local do acidente, informou a imprensa local.

Mais conteúdo sobre:
colisão trens Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.