Cientista italiana vencedora do Nobel morre aos 103 anos

Rita Levi Montalcini, ganhadora do Prêmio Nobel de Medicina e senadora vitalícia da Itália, morreu neste domingo, aos 103 anos, de acordo com a sua família.

Reuters

30 de dezembro de 2012 | 17h09

Primeiro Nobel a chegar aos cem anos, ela ganhou o prêmio em 1986, junto com o norte-americano Stanley Cohen.

Eles descobriram o fator de crescimento dos nervos (NGF, na sigla em inglês), proteína que faz células crescerem através do estímulo ao tecido nervoso ao redor.

A descoberta ajudou no tratamento de contusões na espinha dorsal e aumentou a compreensão de doenças cardiovasculares, Alzheimer, entre outras.

Mais conteúdo sobre:
ITALIANOBELMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.