Comunistas russos escolhem Zyuganov como candidato à presidência

Os comunistas opositores da Rússia escolheram neste sábado o líder veterano Gennady Zyuganov como candidato à presidência, buscando transformar o forte resultado das eleições parlamentares de 4 de dezembro em um desafio maior ao favorito Vladimir Putin.

REUTERS

17 Dezembro 2011 | 10h37

Zyuganov, de 67 anos, teve apoio unânime dos representantes do Partido Comunista para o que será sua quarta tentativa de chegar ao Kremlin, depois de perder em 1996 para Boris Yeltsin, em 2000 para Putin e em 2008 para Dmitry Medvedev.

Embora Putin, agora primeiro-ministro, seja o favorito, a confiança da oposição aumentou após as eleições deste mês -em que os comunistas dobraram o voto deles a 20 por cento- e após protestos contra uma suposta fraude eleitoral.

O partido Rússia Unida, de Putin, conseguiu pouco menos de 50 por cento na contagem oficial de votos e viu sua maioria de dois terços ser reduzida a apenas 13 assentos.

Zyuganov, um experiente político que mantém um pequeno busto de Lênin em seu escritório, é apoiado principalmente por eleitores mais velhos, que perderam com a mudança econômica após a separação da União Soviética, há 20 anos.

Na segunda-feira, o bilionário Mikhail Prokhorov disse que também vai concorrer à presidência. Entre outros candidatos presidenciais estão o nacionalista Vladimir Zhirinovsky e Sergei Mironov, líder do partido esquerdista Rússia Justa.

Dezenas de milhares de pessoas protestaram na capital e em cidades da Rússia há uma semana para exigir uma repetição da eleição parlamentar, no que foram as maiores manifestações dos 12 anos de Putin no poder.

Mais protestos estavam planejados para o próximo sábado, 24 de dezembro, e as autoridades deram permissão para até 50 mil pessoas se reunirem em Moscou.

(Por Vladimir Soldatkin)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIACOMUNISTASPUTIN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.