Confrontos entre o Exército turco e o PKK matam 10

Mortos são três soldados e sete rebeldes; enfrentamentos aconteceram nas últimas 24 horas

Efe,

01 de abril de 2008 | 05h13

Pelo menos três soldados e sete rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) morreram nas últimas 24 horas em diferentes enfrentamentos armados no sudeste da Turquia, informa nesta terça-feira, 1, a imprensa local. Em uma operação militar na província de Sirnak, uma patrulha militar cruzou com um grupo de 40 militantes do PKK. Um capitão e dois oficiais foram mortos a tiros pelos guerrilheiros, informa nesta terça-feira o diário Hurriyet. No mesmo combate, outros dez soldados ficaram feridos e tiveram de ser transferidos ao hospital militar de Sirnak. Em seguida, vários comandos turcos foram enviados à região em helicópteros para enfrentar os rebeldes. Sete guerrilheiros morreram nos enfrentamentos seguintes que duraram até o fim da noite, segundo a agência de notícias Dogan, citada pelo Hurriyet. O PKK iniciou uma luta armada contra o Estado turco em 1984 para reivindicar mais direitos para os cerca de 12 milhões de curdos do país. Desde então, esta guerra não declarada contra o Exército turco, especialmente na parte sudeste do país, matou mais de 35 mil pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaPKK

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.