Corte britânica aprova extradição de fundador do WikiLeaks

LONDRES (Reuters) -Uma corte britânica aprovou nesta quinta-feira a extradição do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, para a Suécia, onde ele está sendo acusado de crimes sexuais.

REUTERS

24 de fevereiro de 2011 | 08h40

Advogados de Assange argumentavam que ele não obteria um julgamento justo na Suécia.

Assange irritou os Estados Unidos ao divulgar na Internet milhares de despachos diplomáticos secretos do Departamento de Estado

(Por Michael Holden)

Tudo o que sabemos sobre:
GRABRETANHAWIKILEAKSASSANGE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.