Cresce número de incidentes nucleares na França

O número de incidentes com material radiativo cresceu 28 por cento em 2008 na França, segundo dados divulgados na quarta-feira pela Agência de Segurança Nuclear (ASN) do país. O número de incidentes do nível 1 (numa escala de 0 a 7) passou de 56 em 2007 para 72 em 2008. Nesse tipo de escala, adotada internacionalmente, cada nível representa um incidente dez vezes mais grave que o anterior. Mas o número total de incidentes menores relatados à ASN caiu em 2008, de 764 para 737, segundo um funcionário da agência. A população francesa ficou chocada com uma série de incidentes ocorridos em meados de 2008 na usina nuclear de Tricastin, no sudeste da França, o que lança dúvidas sobre a decisão do governo de construir um segundo reator de nova geração, o EPR. Com 59 reatores, a França é o país mais nuclearizado da Europa. (Reportagem de Muriel Boselli)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.