Croácia e Islândia devem ingressar na UE juntas, diz comissário

Decisão sobre entrada de nações no bloco pode sair ainda este ano e ingresso poderia ocorrer em 2012

Reuters,

14 de outubro de 2009 | 13h54

Islândia e Croácia devem se juntar à União Europeia (UE) na mesma data, mas a ilha do norte do oceano Atlântico deve "fazer sua lição de casa" rapidamente para assegurar seu ingresso no bloco, afirmou nesta quarta-feira, 14, o Comissário de Expansão do grupo, Olli rehn.

 

Segundo Rehn, a Comissão Europeia deve preparar ainda neste ano sua opinião sobre a entrada da Islândia no bloco. Ficaria a cargo dos governos das nações membros decidir se haveria conversas com o país, um dos mais atingidos no continente por conta da crise econômica.

 

"É possível que possamos apresentar nossa opinião sobre o ingresso da Islândia antes do Natal", disse Rehn, acrescentando que a ilha está economicamente bem integrada com as outras 7 nações do bloco.

 

"Assim que estivermos certos de que Croácia e Islândia estão prontas, elas entrarão. Se eles estiverem mais ou menos prontos no mesmo momento, se a diferença for de alguns meses, então, do ponto de vista da União, faz sentido permitir que eles se unam a nós na mesma hora", argumentou.

 

Rehn não disse quando o ingresso pode ocorrer, mas alguns diplomatas especulam que a Croácia poderia se juntar ao bloco em 2012 se acelerar as últimas reformas necessárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.