Reprodução/ The Daily Telegraph
Reprodução/ The Daily Telegraph

Deputado britânico paga ilha para patos com verba pública

Conservador Peter Viggers pediu ainda que governo custeasse despesas com jardinagem

21 de maio de 2009 | 06h08

O deputado conservador Sir Peter Viggers é o novo protagonista o último escândalo dos parlamentares britânicos ao pagar com o dinheiro dos contribuintes as despesas da construção de uma ilha flutuante para patos em seu sítio. Segundo o jornal conservador The Daily Telegraph, Viggers pediu o equivalente a 1,85 mil euros para uma ilha flutuante no tanque de sua casa de campo, além de outros 33 mil euros para despesas de jardinagem.

 

Veja também:

Entenda o escândalo de gastos dos parlamentares

 

O escândalo dos abusos veio à tona em 8 de maio pelo mesmo jornal, que desde então publica diariamente revelações sobre despesas e pedidos de dinheiro indevidos de deputados de todos os Partidos. Segundo o diário, os deputados também reivindicara verba para comprar comida de cachorro, almofadas, roupas femininas, fraldas e para reformar piscinas. Entre as denúncias estão ainda as de que políticos usaram o auxílio-moradia para reformar a própria casa e pagar prestações de imóveis.

 

O Partido Conservador divulgou um comunicado para anunciar que o Peter Viggers não se apresentará à reeleição, a pedido do líder da legenda, David Cameron. Já a ex-ministra da Educação Ruth Kelly pediu uma verba de milhares de libras para reformar sua casa após uma inundação, embora a residência estivesse sobre proteção de um seguro.

 

A divulgação dos gastos enfureceu a população britânica e ameaça afetar o resultado das eleições locais do dia 4. As denúncias prejudicaram todos os partidos, mas foi um grande golpe principalmente para o Partido Trabalhista, no poder desde 1997.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.