Descoberta rede de narcotráfico entre América do Sul e Espanha

A Polícia Nacional da Espanha desarticulou uma das principais organizações do tráfico de cocaína em grande escala entre a América do Sul e a Espanha. Na operação internacional, foram apreendidos 3.400 quilos da droga escondida em maçãs na Argentina e no Brasil, informou na sexta-feira a Direção Geral da Polícia.

REUTERS

12 de novembro de 2010 | 15h22

"Há 50 detidos por narcotráfico e lavagem de dinheiro em Madri, em Alicante, em várias províncias galegas e na Argentina; outros 15 na primeira fase das investigações e foram apreendidos 5,5 milhões de euros em espécie, em sua maioria embalados a vácuo, 65 veículos de luxo e seis embarcações esportivas", disse a nota.

O grupo camuflava a droga em pacotes de um quilo, identificados com um logotipo do pato Donald, entre carregamentos de maçã com destino a portos espanhóis.

A organização dispunha de uma ampla infraestrutura empresarial de importações e exportações entre Espanha e Argentina, com a qual davam cobertura ao transporte transoceânico da droga.

A vertente econômica da rede se articulava em concessionárias de veículos de luxo que recebiam grandes somas de dinheiro em espécie por automóveis que estariam em nome de testas-de-ferro, informou a nota policial.

(Reportagem de Itziar Reinlein)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHATRAFICODEDROGASBRASIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.