Dinamarca prende terroristas ligados a Al-Qaeda

Serviços de inteligência afirmam que suspeitos detidos em Copenhague preparavam ato terrorista com explosivos

Efe e Associated Press,

04 de setembro de 2007 | 05h39

A Polícia da Dinamarca deteve nesta terça-feira, 4, oito pessoas suspeitas de preparar um ato terrorista com explosivos. Segundo os serviços de inteligência dinamarqueses, os presos são militantes islamitas com contatos internacionais, incluindo com "altos membros" da rede Al-Qaeda.   A operação aconteceu nesta madrugada em diferentes áreas de Copenhague. Os suspeitos tinham material para fabricar um explosivo "instável", circunstância que levou à desocupação de um dos edifícios inspecionados, afirmou Jacob Scherf, chefe do serviço de inteligência.   O canal TV2 de notícias disse que a polícia fez enquadramento em Noerrebro, um distrito de imigrantes de Copenhague. Um helicóptero mostrou um pequeno grupo envolvido com uma bomba, além de agentes na área. Está foi a terceira vez que a polícia dinamarquesa captura suspeitos de terrorismo desde 2005.   Em fevereiro, uma corte da Dinamarca sentenciou Abul Basit Abu Lifa, um descendente palestino, a sete anos de prisão pelo envolvimento em atentado arquitetado na Bósnia para ocorrer na Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
Dinamarcasuspeita de terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.