Direita britânica é 'a mais estúpida', diz autoridade francesa

A principal autoridade reguladora do setor financeiro na França acusou nesta segunda-feira a direita britânica de ser "a mais estúpida do mundo" por causa da sua recusa em aderir ao acordo europeu de reforma fiscal.

REUTERS

12 de dezembro de 2011 | 09h43

"Por muito tempo, afirmou-se que a direita francesa era a mais estúpida do mundo", disse Jean-Pierre Jouyet, da agência reguladora Autoridade dos Mercados Financeiros (AMF), em entrevista à rádio estatal France Inter.

"Acho que a direita inglesa demonstrou ser capaz de ser a mais estúpida do mundo, ao servir puramente aos interesses financeiros, e não ao interesse nacional. Isso é lamentável, porque precisamos dos nossos amigos britânicos na Europa."

Cedendo à pressão de empresas do setor financeiro, o governo do primeiro-ministro David Cameron recusou-se na sexta-feira a aderir ao plano europeu de reformas. Para Jouyet, esse foi "um raro exemplo na história da União Europeia" em que interesses privados se sobrepuseram ao interesse da nação britânica.

Isso, para o funcionário, é ainda mais perturbador quando se leva em conta que mais de 2 milhões de britânicos recentemente protestaram contra as medidas de austeridade no país, que o déficit público da Grã-Bretanha é de 8 por cento do PIB, que a dívida chega a 80 por cento do valor da economia - e que mesmo assim os executivos do setor bancário tiveram um aumento salarial médio de 49 por cento neste ano.

"(Os ex-primeiros-ministros Tony) Blair e (Gordon) Brown não teriam cometido esse erro na negociação", disse Jouyet, que é ligado ao Partido Socialista.

Para aderir ao acordo, Cameron exigia salvaguardas para instituições financeiras britânicas, as quais França e Alemanha rejeitaram.

(Reportagem de Brian Love)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCACAMERONJOUYET*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.