Dois suspeitos de ligação com Al Qaeda no Mali são presos na Espanha

A Espanha anunciou na terça-feira a prisão de dois suspeitos de ligação com a Al Qaeda do norte africano, após uma investigação que durou mais de um ano.

Reuters

23 de abril de 2013 | 11h40

Um dos suspeitos, um argelino que supostamente recebeu treinamento como combatente no norte do Mali, foi detido na província de Zaragoza (leste), segundo nota do Ministério do Interior.

O outro, um marroquino que também é suspeito de ter mantido ligações no Mali com o grupo Al Qaeda do Magreb Islâmico, foi preso em Murcia (sul).

O ministério disse que as investigações envolveram autoridades da Espanha, França e Marrocos. Não ficou claro se eles estavam planejando algum atentado, ou se foram presos apenas por apoiarem a Al Qaeda.

A nota disse que os dois suspeitos têm "perfil semelhante" aos dos irmãos de origem chechena que foram acusados de cometer o atentado da semana passada na Maratona de Boston (EUA). Mais tarde, o ministro do Interior, Jorge Fernández, esclareceu a jornalistas que tal semelhança se refere ao fato de serem "lobos solitários", e não militantes que operassem sob a orientação de uma organização. (Reportagem de Sonya Dowsett)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAPRISAOALQAEDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.