Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dom Cláudio propõe grupos de oração para vítimas de abuso sexual

O cardeal brasileiro domCláudio Hummes, prefeito da Congregação para o Clero doVaticano, propôs a criação de grupos de oração para rezar porvítimas de abuso sexual cometido por padres, em uma tentativade curar as feridas geradas por recentes escândalos queatingiram a Igreja. Dom Cláudio, que preside a congregação que reúne mais de400 mil padres católicos, disse ao jornal oficial do Vaticanoque já escreveu cartas a bispos católicos conclamando-os apromover esses grupos, nos quais tanto padres quanto fiéis seunem para rezar juntos. "Sempre houve problemas, porque nós somos todos pecadores",disse ele ao L'Osservatore Romano. "Mas, nos dias de hoje,problemas muito sérios têm sido revelados." O escândalo de pedofilia nos EUA surgiu primeiro em Boston,em 2002, quando revelou-se que muitos líderes da arquidiocesetransferiram padres que abusaram de crianças para novasparóquias, em vez de tirá-los de suas funções ou denunciá-losàs autoridades. Depois disso, o escândalo espalhou-se por quase toda adiocese católica dos EUA. Isso levou a milhares de processosjudiciais, milhões de dólares em indenizações às vítimas e àexoneração, renúncia e prisão de padres. No último mês de julho, a diocese católica de Los Angelesconcordou em pagar 660 milhões de dólares a 500 vítimas deabuso sexual, cujos casos mais antigos remontam à década de1940. Os escândalos de abuso sexual também atingiram a IgrejaCatólica na Irlanda e em outros países. Mas dom Cláudio disse que apenas um pequeno número declérigos está envolvido em escândalos do gênero. "Obviamente, deve-se lembrar que apenas uma parte mínima doclero está envolvida em situações sérias", afirmou. "Nem sequer 1 por cento está envolvido com problemas deconduta moral ou sexual. A grande maioria não tem nada a vercom coisas dessa natureza." (Por Deepa Babington)

REUTERS

05 de janeiro de 2008 | 17h06

Tudo o que sabemos sobre:
VATICANOCLAUDIOABUSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.