Editor de revista grega é preso por lista de contas na Suíça

A polícia grega prendeu o editor de uma revista semanal que publicou uma lista de mais de 2 mil nomes de gregos ricos que depositaram dinheiro em bancos suíços, informou a polícia neste domingo.

LEFTERIS PA, Reuters

28 de outubro de 2012 | 15h47

A chamada "Lista Lagarde", entregue aos gregos por autoridades francesas 2010 com nomes a serem investigados por possível sonegação de impostos, tem sido tema de acalorada polêmica na mídia grega.

A lista recebeu o nome de Christine Lagarde, atual diretora-gerente do FMI que era ministra das Finanças da França quando os nomes foram entregues às autoridades da Grécia.

A revista "Hot Doc" publicou a lista de 2059 nomes, incluindo algumas figuras políticas e empresários conhecidos, no sábado. A revista disse que a lista havia sido enviada anonimamente. Autoridades não confirmaram se a lista é verdadeira.

Um promotor ordenou a prisão do editor Costas Vaxevanis, no sábado, por violar as leis sobre divulgação de informações particulares.

Vaxevanis foi detido neste domingo, informou a polícia. Ele foi liberado até a realização de um julgamento, depois de se apresentar a um promotor público.

"Ele publicou uma lista de nomes, sem permissão especial, e violou a lei sobre informações pessoais", disse uma autoridade policial.

"Não há evidências de que as pessoas ou empresas incluídas na lista violaram a lei. Não há nenhuma evidência de que eles violaram a lei de evasão fiscal ou lavagem de dinheiro," acrescentou.

A lista causou discussões acaloradas na quase falida Grécia, onde a raiva do povo contra políticos e autoridades cresce na proporção em que medidas de austeridade atingem as camadas mais pobres da sociedade.

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIAEDITORPRESO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.