Grigory Dukor/Reuters
Grigory Dukor/Reuters

Eleito, Yanukovich pede que rival deixe governo na Ucrânia

Líder da oposição pró-russa diz que Yulia Timoshenko deve aceitar derrota e sair do cargo de primeira-ministra

10 Fevereiro 2010 | 11h32

O presidente eleito da Ucrânia, Viktor Yanukovich, pediu nesta terça-feira, 10, a renúncia da primeira-ministra, Yulia Timoshenko, para dar início à formação do novo governo. A Justiça eleitoral ucraniana confirmou hoje a vitória do candidato pró-Rússia na votação.

Eleições na Ucrânia:

linkYanukovich deve levar Ucrânia de volta à influência russa

"Peço que a primeira-ministra deixe o cargo e passe para a oposição", disse Yanukovich. " A base da democracia é a vontade do povo e os líderes democráticos sempre aceitam os resultados das eleições".

Yulia afirmou ontem que iria à Justiça para tentar impugnar as eleições, sob alegação de fraude. Observadores internacionais sustentam que o processo eleitoral foi limpo.

Yanukovich ganhou as eleições com 48,95% dos votos, uma vantagem de 3,48 pontos percentuais sobre a rival.

O presidente eleito falou também da necessidade da Ucrânia de ter ajuda do leste e do oeste, em uma referência aos laços da ex-república soviética com a Rússia e da recente aproximação com a Otan e com a União Europeia. No entanto, Yanukovich afirmou que uma aproximação com Moscou e outros países da região será sua prioridade.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.