Efe
Efe

Em meio a divórcio, Berlusconi exige desculpas da mulher

Premiê diz que não pretende reatar com Veronica, que pediu separação cansada de 'comportamento machista'

Agências internacionais,

04 de maio de 2009 | 09h02

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, não pensa em se reconciliar com sua mulher, Veronica Lario, que pediu divórcio depois de quase 20 anos de relacionamento. O premiê ainda pediu que a ex-atriz se desculpe publicamente por seus comentários na última semana, que provocaram uma troca de farpas na imprensa.

 

Cansada dos "caprichos" do marido e de seus constantes flertes com mulheres mais jovens, Veronica afirmou à imprensa que já tem um advogado para cuidar da separação. "Fui forçada a tomar essa decisão", disse Veronica ao jornal La Stampa. "Quero seguir adiante. Estou mais tranquila e convencida de que não é digno que eu continue assim."

 

Na semana passada, Veronica criticou publicamente Berlusconi por incluir modelos e atrizes na lista de seu partido, o conservador Povo da Liberdade, para a eleição do Parlamento Europeu, em junho. Segundo ela, a presença dessas mulheres na campanha era um "descaramento" e ainda afirmou que sua família era vítima do "lixo machista". Dias depois, O premiê decidiu manter apenas 3 das 25 jovens que planejava incluir na lista para a votação europeia.

 

A gota d'água para Veronica, porém, foi outro episódio protagonizado por seu marido galanteador. A briga entre o casal parece ter se intensificado após a participação de Berlusconi na festa de aniversário de 18 anos de uma exuberante beldade loira, filha de um aliado político em Nápoles. Veronica criticou Berlusconi por ter ido à comemoração de uma estranha e nunca ter participado das festas de seus próprios filhos - o casal tem três filhos: Barbara, de 24 anos; Eleonora, de 22 anos; e Luigi, de 20 anos. Berlusconi ainda tem outros dois filhos do primeiro casamento. "Ler nos jornais que ele conhecia uma menor de idade que o chamava de 'papi' é, francamente, inaceitável. Como poderia continuar com um homem assim?", teria perguntado Veronica a amigas próximas, de acordo com a imprensa.

 

Berlusconi afirmou para a imprensa italiana que concederá o divórcio para não estender ainda mais essa "triste situação", mas lamentou que a mulher tenha escolhido os meios de comunicação para anunciar o fim do casamento e expressar suas queixas, como quando exigiu que o premiê pedisse desculpas publicar por seu comportamento. Um dos jornais afirma que Berlusconi não falou diretamente com Veronica sobre o divórcio. Segundo o La Repubblica, a ex-atriz comunicou o advogado do premiê sobre a separação. "Ela disse que quer o divórcio, e não quer falar com você", explicou Niccoló Ghedini, que ainda teria, sem sucesso, tentado acalmar Veronica.

 

O premiê disse ainda não descarta processar Veronica por suas declarações. "Para dizer a verdade, existem circunstâncias em que poderia ser apresentada uma demanda por difamação, mas é melhor deixar de lado", afirmou. Ao lamentar ao jornal Corriere della Sera que sua mulher tenha caído em uma "armadilha midiática", Berlusconi afirmou que era pouco provável salvar seu casamento. "Não acredito. Não sei se quero desta vez. Veronica deveria desculpar-se publicamente", afirmou. "E isso não é o bastante. É a terceira vez que ela faz isso durante uma campanha eleitoral".

 

Berlusconi afirmou não acreditar que o frenesi midiático que cerca sua vida pessoal tenha impacto nos índices de aprovação com a opinião pública ou nas eleições europeias, em junho. O premiê ainda defendeu a escolha de seu partido por candidatas femininas. "Nunca incluímos uma corista na lista, e as três que excluímos eram moças muito capacitadas, com uma educação excelente. Nada a ver com coristas", explicou.

 

Ele ainda mostrou indiferença sobre o aniversário da jovem de 18 anos em Nápoles. Segundo Berlusconi, o convite foi aceito somente por conta da insistência do pai da menina, um velho amigo. "Não há nada de raro nisso, compareço em muitos casamentos e aniversários".

 

A partilha dos bens do casal deve ser o processo mais complicado da separação - Berlusconi é o segundo homem mais rico da Itália, com uma fortuna avaliada em US$ 6,5 bilhões, segundo a revista Forbes. Partidários do premiê criticaram Veronica pela decisão de tornar o divórcio público e inundaram a internet e a imprensa com ataques contra a ex-atriz. Um editorial de um jornal da família de Berlusconi afirmou que ela estava prejudicando não só o premiê, mas todo o governo italiano.

Tudo o que sabemos sobre:
Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.