Embaixada dos EUA alerta para ataque em potencial no sudeste da Turquia

A embaixada dos Estados Unidos em Ancara declarou nesta quarta-feira que recebeu alertas de que “grupos extremistas” podem estar planejando um ataque contra um grupo de oposição da Síria na cidade de Gaziantep, no sudeste turco.

REUTERS

03 de dezembro de 2014 | 19h17

A representação não especificou quem pode estar visando a entidade, que é apoiada pelo Ocidente e vê a si mesma como um governo no exílio mas tem pouca influência sobre os rebeldes que lutam para depor o presidente sírio, Bashar al-Assad, em um conflito que foi complicado pelos sucessos de grupos islâmicos radicais rivais.

“A embaixada dos EUA recebeu relatos de que grupos extremistas podem estar planejando um ataque contra o edifício do Governo Interino Sírio”, informou o comunicado.

“Lembramos aos cidadãos norte-americanos que a situação no sudeste da Turquia, embora normalmente calma, pode mudar sem aviso e que devem evitar viajar em áreas próximas da fronteira síria”, alertou a declaração.

A entidade foi formada pela Coalizão Nacional de Forças Revolucionárias e de Oposição Sírias, que tem apoio ocidental, em novembro de 2013. No início deste ano ela estabeleceu sua sede em Gaziantep, uma província que faz divisa com a Síria.

Ela existe para oferecer serviços locais e apoio a áreas sob controle rebelde na Síria, mas combates, discórdias políticas e a relutância de doadores em colaborar com um organismo sectário limitaram sua influência.

(Por Daren Butler)

Mais conteúdo sobre:
TURQUIAEMBAIXADAEUAALERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.