Embaixada dos EUA em Londres foi alvo de suspeitos

A embaixada dos Estados Unidos em Londres foi alvo de um grupo de homens presos na semana passada na Grã-Bretanha, acusados de conspiração para causar explosões e preparação para atos de terrorismo, disse o Departamento de Estado norte-americano na segunda-feira.

REUTERS

27 de dezembro de 2010 | 19h05

Doze homens foram presos em 20 de dezembro, em batidas antiterroristas para proteger o público da ameaça de atentados. Três foram liberados sem acusações e nove compareceram à audiência no tribunal na segunda-feira para enfrentar as acusações.

Questionado de estava ciente dos relatos dos suspeitos de que a embaixada norte-americana em Londres estava na lista de alvos, o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disse a jornalistas: "Estou consciente disso e o pessoal de Londres também."

Os suspeitos são de Londres, Cardiff (capital do País de Gales) e de Stoke (região central da Inglaterra).

Uma nota da polícia britânica afirma que os homens conspiraram para causar "explosões de tal natureza a causar riscos à vida ou sérios danos à propriedade."

Tudo o que sabemos sobre:
GRABRETANHATERRORISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.