Embaixador israelense é alvo de ataque com sapato na Suécia

Não se sabe se Benjamin Dagan foi atingido no incidente, a segunda sapatada desde o episódio com Bush

Agência Estado e Associated Press,

05 de fevereiro de 2009 | 14h43

Organizadores de um seminário em uma universidade afirmaram nesta quinta-feira, 5, que uma pessoa lançou um sapato no embaixador israelense na Suécia. O ataque ocorreu na noite de quarta-feira, durante um debate sobre as eleições gerais israelenses, marcadas para o dia 10. Não estava até agora claro se o embaixador Benjamin Dagan foi atingido no ataque, ocorrido na Universidade de Estocolmo. Uma rádio sueca informou que, além do sapato, outra pessoa lançou um livro contra o embaixador. Segundo a emissora, a polícia deteve os dois agressores. A polícia de Estocolmo ainda não havia comentado o caso e a embaixada israelense evitou falar sobre o assunto. O caso é similar ao ataque sofrido pelo então presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em dezembro, no Iraque. O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, também foi vítima de uma tentativa de sapatada na segunda-feira. Nem Bush nem Wen foram atingidos pelos sapatos.

Tudo o que sabemos sobre:
Benjamin Dagansapatada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.