Erro em operação gera saída de alto membro da Scotland Yard

Bob Quick, especialista em terrorismo, tornou pública uma informação considerada confidencial

EFE

09 de abril de 2009 | 05h03

O alto membro da Scotland Yard que, com uma distração ao tornar pública informação confidencial, atrapalhou na última quarta-feira várias batidas antiterroristas na Inglaterra apresentou sua demissão, informou o prefeito de Londres, Boris Johnson.

 

Johnson afirmou que tinha aceitado a saída do subcomissário Bob Quick, um dos principais especialistas em terrorismo da Polícia Metropolitana de Londres (MET), "com grande tristeza".

 

Quick, que tinha se desculpado pela falha perante seus superiores, será substituído à frente das operações contra o terrorismo pelo subcomissário John Yates, segundo a agência de notícias local "PA".

 

Doze homens foram detidos na quarta-feira à noite em uma série de batidas em uma ampla operação antiterrorista no noroeste da Inglaterra, que foram executadas antes do planejado como consequência da distração de Quick.

Tudo o que sabemos sobre:
SCOTLAND YARDTERRORISMO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.