Escorpião pica passageiro 2 vezes em avião que ia para Madri

Após ser picado, homem é atendido por médico que estava a bordo; animal é morto por um dos passageiros

Efe,

23 de setembro de 2007 | 17h04

Um homem que viajava neste domingo, 23, de San José da Costa Rica para Madri, num vôo da companhia espanhola Iberia, foi picado duas vezes por um escorpião, que acabou morto. Fontes da Iberia confirmaram à Efe o ocorrido, registrado no vôo 6310, entre San José da Costa Rica e Madri, pouco antes de o avião aterrissar no Aeroporto de Barajas, na capital espanhola. "Um escorpião que alguém levou para dentro do avião, ninguém sabe como ou com que intenção, conseguiu escapar e picar um passageiro, que, felizmente, está bem e pôde ir para casa depois de chegar a Barajas", acrescentaram as fontes. A companhia informou que um médico que estava a bordo socorreu imediatamente o passageiro, "que sentiu enjôos", e que o aeroporto madrileno foi avisado para que, quando a aeronave pousasse, o homem fosse atendido pela emergência local. Depois de constatarem que o caso não era grave e de prescreverem a medicação mais indicada, os funcionários do serviço médico liberaram o passageiro, que foi picado no ombro e num dos dedos. Dentro do avião, após o episódio, a tripulação começou procurar o animal, que acabou sendo entregue já morto por uma passageira.  O homem atacado pelo escorpião, cujos restos mortais foram levados para o Serviço de Proteção da Natureza (Seprona) para ser estudado, "saiu do aeroporto andando", já que continuava apenas com os lábios inchados, disseram à Efe dois passageiros do vôo. As fontes disseram que "não houve nenhum tumulto ou problema no avião", uma vez que, depois de o escorpião ter picado o homem, o animal foi capturado e entregue morto. A Iberia acrescentou que o Seprona recomendou à companhia que limpe e desinfete o avião.

Tudo o que sabemos sobre:
Escorpião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.