Espaço aéreo islandês é fechado por causa de vulcão

Agência Eurocontrol anunciou que não acredita que situação afete os outros aeroportos europeus

EFE,

22 de maio de 2011 | 06h55

BRUXELAS - A Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol) confirmou, neste domingo, 22, o fechamento temporário do espaço aéreo da Islândia por causa da nuvem de cinza provocada pela erupção, na noite passada, do vulcão Grimsvötn, no sul do país.

 

Veja também:

ESTADÃO ESPN: Vulcão em erupção na Islândia pode mudar curso da F-1

Os responsáveis da Eurocontrol anunciaram, por meio da rede social Twitter, que o espaço aéreo islandês permanecerá fechado de forma temporária, embora não prevejam que a situação afete o resto do espaço aéreo europeu nem os voos transatlânticos.

Segundo destacaram, a nuvem de cinza já supera os 12 quilômetros e os ventos sopram do norte ou noroeste. A Eurocontrol discutirá o impacto da erupção do Grimsvötn e possíveis medidas para a gestão do tráfego aéreo em coordenação com os centros vulcânicos de Londres e Toulouse (França).

A última erupção deste vulcão ocorreu em 2004 e durou poucos dias. O Grimsvötn fica em uma região despovoada e não há habitantes em um raio de 100 quilômetros ao redor da cratera.

No ano passado, a erupção de outro vulcão islandês, o Eyjafjallajökull, provocou um caos aéreo durante semanas que deixou em colapso o tráfego internacional de toda a Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.