Espanha encontra 10 quilos de explosivos que seriam do ETA

Segundo ministério do Interior, material estava em uma bolsa e dividido em duas embalagens de plástico

Agência Estado e Associated Press,

20 de março de 2008 | 14h44

A polícia espanhola encontrou 10 quilos de explosivos que poderiam pertencer ao grupo separatista ETA (Pátria Basca e Liberdade). A confirmação da descoberta foi feita nesta quinta-feira, 20, pelo ministério do Interior.  Uma pessoa que estava perto do parque natural de Cabañeros, na província de Ciudad Real (centro da Espanha) encontrou, na quarta, 19, uma bolsa com os explosivos. O material estava dividido em duas embalagens de plástico, ambas com um temporizador, segundo o comunicado do ministério do Interior. Os explosivos estavam muito deteriorados. Isso fez a polícia acreditar que eram de uma remessa antiga, que seria entregue ao comando do grupo para realizar um atentado em outro lugar. O ministério informou que os temporizadores estavam em embalagens com o logotipo da ETA, que é uma serpente enroscada em um machado. O ETA busca um Estado basco independente no norte da Espanha e sudoeste da França. O grupo já matou mais de 800 pessoas, desde 1968. Dois dias antes das eleições gerais de 9 de março, na Espanha, o grupo foi acusado de estar por trás do assassinato do ex-vereador socialista Isaías Carrasco.

Tudo o que sabemos sobre:
ETAMadri

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.