Espanha encontra 14 corpos de imigrantes em embarcação

46 são resgatados em barco nos arredores da ilha de Gran Canária ao tentar entrar ilegalmente no país

Agência Estado e Associated Press,

03 de setembro de 2008 | 12h35

Autoridades espanholas encontraram uma embarcação nas proximidades das Ilhas Canárias com 14 imigrantes mortos e 46 sobreviventes, informou nesta quarta-feira, 3, Ministério de Interior da Espanha. A Guarda Costeira avistou o barco por volta das 8h locais e o escoltou até o porto de Arguineguin, na ilha de Gran Canária. Dois dos imigrantes, que pareciam vir de países da África subsaariana, foram levados a um hospital local. Treze corpos foram encontrados inicialmente. Um 14.º corpo foi encontrado horas depois a alguns quilômetros da orla. Todos os anos, milhares de africanos em busca de uma vida melhor arriscam-se em viagens a bordo de embarcações superlotadas. A maior parte é presa antes de chegar ao destino e centenas morrem pelo caminho, seja por exposição ao sol ou por afogamento. Imigrantes disseram à polícia espanhola que deixaram a Guiné, no oeste da África, há mais de uma semana, com o objetivo de entrar clandestinamente nas Ilhas Canárias.

Tudo o que sabemos sobre:
imigraçãoEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.