Espanha pede ajuda a vizinhos contra incêndios

A Espanha pediu na quinta-feira ajuda a países vizinhos para combater violentos incêndios no norte da região de Aragão, segundo autoridades locais.

REUTERS

23 de julho de 2009 | 09h56

O motorista de um caminhão de bombeiros morreu na queda do seu veículo em uma vala perto da província de Teruel. Ele participava de uma operação que já envolveu mais de 500 pessoas e 18 aeronaves.

O calor e o vento complicam os esforços de combate às chamas, que dominam uma área superior à ilha de Manhattan (Nova York) e mataram quatro bombeiros na terça-feira.

As autoridades retiraram 1.500 pessoas da região, sendo 130 crianças de um acampamento de verão. Em meio a uma onda de calor, há uma alerta nacional contra incêndios.

"Estamos procurando todos os recursos ao nosso alcance", disse o presidente (governador) de Aragão, Marcelino Iglesias, pela Rádio Nacional da Espanha.

O trem de alta-velocidade Madri-Barcelona teve de ser suspenso na quarta-feira por causa de dois incêndios nos trilhos. O serviço foi retomado na quinta-feira.

ONGs ambientais dizem que em média 140 mil hectares de terras são devastados anualmente por cerca de 20 mil incêndios no país.

(Reportagem de Blanca Rodriguez)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAFUEGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.