Espanha prende 44 brasileiros que falsificavam documentos

Grupo era especializado em forjar identidades para a obtenção da residência legal no país

REUTERS

18 Julho 2007 | 10h12

A polícia espanhola disse na quarta-feira, 18, que desarticulou uma rede de falsificação de documentos e que prendeu 44 brasileiros que operavam na Catalunha.O grupo era especializado em falsificar documentos de identidade portugueses, que eram depois vendidos a outros brasileiros para obter residência legal na Espanha, segundo um comunicado da polícia.Os detidos foram acusados por falsificação de documentos, favorecimento de imigração ilegal e associação ilícita.De acordo com a polícia, a rede arrecadava mais de 2 milhões de euros anualmente com suas operações.A ação desmantelou um "laboratório" em Barcelona, onde se falsificavam os documentos e apreendeu grande quantidade de material de informática.

Mais conteúdo sobre:
MUNDOESPANHAPRENDEBRASILEIROS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.