Eduardo Verdugo/AP
Eduardo Verdugo/AP

Espanha prende membros do maior cartel de drogas do México

Sinaloa, uma das maiores organizações criminosas do mundo, tentava se estabelecer na Europa

Reuters

10 de agosto de 2012 | 10h49

MADRI - Quatro integrantes do maior cartel do narcotráfico mexicano foram presos em Madri, incluindo o primo do homem mais procurado do México, declarou o Ministério do Interior da Espanha na sexta-feira, 10.

Veja também:

linkNarcotráfico impõe censura à imprensa mexicana

linkAtentado após a eleição mata dois mexicanos

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

O cartel Sinaloa, uma das maiores organizações criminosas do mundo, tentava estabelecer uma operação europeia baseada na Espanha, disse o ministério em um comunicado.

"Nosso país seria usado como ponto de entrada para grandes carregamentos de narcóticos", afirmou.

Um dos quatro mexicanos presos chama-se Jesus Gutierrez Guzmán, primo de Joaquin "Shorty" Guzmán, o chefe do cartel.

Todos os quatro homens, que foram presos perto de um hotel no centro de Madri, são procurados nos Estados Unidos por acusações de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

As prisões fazem parte de uma ação conjunta com o FBI dos EUA chamada de Dark Waters, que começou em 2009. Autoridades espanholas envolvidos na operação apreenderam um contêiner com 373 quilos de cocaína no porto de Algeciras em julho.

 

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAPRISAOSINALOAMEXICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.