Espanhóis prestam homenagens póstumas a ex-premiê

Calvo Sotelo governou 1981 a 1982, na transiçã para a democracia liberal na Espanha

Associated Press,

04 de maio de 2008 | 15h27

Espanhóis estão prestando as últimas homenagens ao ex-premiê Leopoldo Calvo Sotelo no prédio do Parlamento. Calvo Sotelo governou de fevereiro de 1981 a dezembro de 1982, durante a transição turbulenta da ditadura fascista do General Francisco Franco para a democracia liberal. Durante uma votação para a aprovação de seu cargo em 1981, um grupo de Guardas Civis de direita invadiram o Parlamento, atirou para o alto e manteve os legisladores 'seqüestrados'. A ajuda que Calvo Sotelo deu à reconstrução da democracia na Espanha fez com que ele ganhasse a gratidão do país. Seu caixão foi enterrado no Parlamento por soldados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.