Espanhóis vão às ruas em protesto contra política econômica

Milhares de pessoas saíram às ruas em cidades da Espanha neste sábado para protestar contra as medidas de austeridade, privatização de serviços públicos e corrupção.

Reuters

23 de fevereiro de 2013 | 17h47

Estudantes, médicos, sindicalizados, jovens famílias e aposentados fizeram protestos enérgicos mas sem violência contra os quase cinco anos de uma crise que parece não ceder, enquanto o desemprego só aumenta.

"Estou aqui para contribuir com minha voz. Estão fazendo cortes onde não poderiam: saúde, educação, serviços básicos", afirmou Alberto, de 51 anos e funcionário de uma multinacional alemã em Madri, falando sob a condição de não dar o sobrenome.

Em Madri, as marchas saíram de quatro diferentes pontos da cidade e se encontraram perto do Parlamento, fortemente policiado e cercado por barricadas.

As marchas coincidiram com o aniversário de uma tentativa de golpe de Estado por guardas civis em 1981, quando tomaram o Parlamento e fizeram deputados reféns até o dia seguinte.

(Por Paul Day)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAPROTESTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.