Esquerda grega quer que principais partidos recusem acordo de resgate

O líder de esquerda grego Alexis Tsipras não vai cooperar com os dois principais partidos do país, o conservador Nova Democracia e o socialista PASOK, a menos que eles reneguem as promessas feitas para receber o resgate da UE e do FMI, afirmou um assessor próximo nesta terça-feira.

REUTERS

08 Maio 2012 | 10h21

"Ele pediu a Venizelos e Samaras (líderes dos partidos) para enviarem cartas aos parceiros da UE e do FMI retirando as promessas por escrito anteriores como condição para cooperar", disse à Reuters Nikos Papas, chefe do escritório político de Tsipras.

O partido Coalizão da Esquerda, de Tsipras, recebeu um mandato de três dias para tentar formar um governo de coalizão depois que o Nova Democracia, que conseguiu a maioria na eleição de domingo, falhou em avançar com esse processo.

(Reportagem de George Georgiopoulos)

Mais conteúdo sobre:
GRECIA TSIPRAS RENEGAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.