Estado alemão proíbe grupos neonazistas

Quase mil policiais fizeram buscas em casas noturnas e residências de neonazistas conhecidos no oeste da Alemanha na quinta-feira, depois que três grupos violentos de extrema direita foram banidos no Estado mais populoso do país.

Reuters

23 de agosto de 2012 | 16h17

Ralf Jaeger, ministro do Interior de Renânia do Norte-Vestfália, anunciou a proibição como parte de uma repressão maior aos neonazistas no Estado industrial. A polícia fez buscas em 146 locais, confiscando armas, computadores e pôsteres eleitorais do Partido Democrático Nacional (NPD), de extrema direita.

"(Os objetos apreendido) expõem os laços estreitos dentro da cena de extrema direita", afirmou Jaeger, referindo-se à relação entre o NPD e os grupos de militantes violentos conhecidos como "Kameradschaften".

Jaeger classificou os grupos afetados pela proibição de "xenófobos, racistas e anti-semitas", acrescentando: "Eles empregam facas contra seus opositores políticos."

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAPROIBICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.