Estado-Maior turco comunica morte de 5 soldados

As baixas foram contabilizadas após confronto com grupo armado Partido dos

EFE

23 de fevereiro de 2008 | 06h28

O Estado-Maior turco comunicou neste sábado a morte de cinco soldados e de 44 membros do grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), no primeiro dia da operação além da fronteira iniciada na sexta-feira, quando o Exército turco penetrou no norte do Iraque com cerca de 10 mil homens. A operação continuará, como estava previsto, e as forças aéreas apoiarão as tropas terrestres. Os alvos da organização ilegal curda se mantiveram sob fogo intenso. No total, 44 membros do PKK foram mortos, assim como 5 soldados turcos. Os combates continuam em algumas zonas, assegurou o relatório, acrescentando que os líderes do PKK tentaram fugir "em pânico". Informações da agência pró-curda "Firat", no entanto, assinalaram que os guerrilheiros atacaram as tropas turcas, matando 22 soldados e ferindo muitos outros. Fontes governamentais e militares turcas declararam que a operação será concluída tão logo tenham sido alcançado os objetivos planejados, e que o único intuito é destruir as bases do PKK no norte do Iraque. Os aliados ocidentais da Turquia manifestaram seu apoio à luta do país, mas assinalaram que a operação deve ser encerrada o mais rápido possível, para não pôr em risco a estabilidade do Iraque.

Mais conteúdo sobre:
Turquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.