Estados Unidos reiteram apoio ao Kosovo antes de decisão da CIJ

Tribunal define situação do território na quinta; independência foi declarada em 2008

estadão.com.br,

21 de julho de 2010 | 21h06

WASHINGTON- Os Estados Unidos reiteraram nesta quarta-feira, 21, seu "pleno apoio" a Kosovo, um dia antes da Corte Internacional de Justiça" decida sobre sua independência, que a Sérvia nunca reconheceu. As informações são da agência de notícias AFP.

 

Veja também:

linkSérvia espera que Corte de Haia declare ilegal independência do Kosovo

linkEx-primeiro-ministro de Kosovo voltará a ser julgado

 

O primeiro-ministro de Kosovo, Hashim Thaci, se reuniu em Washington com o vice-presidente Joe Biden em meio a preocupações sobre a eventual reação da Sérvia à decisão da CIJ.

 

Biden reafirmou "o total apoio dos Estados Unidos a um Kosovo independente, democrático, único e multiétnico, cujo futuro repousa firmemente dentro das instituições europeias e euroatlânticas", afirmou um comunicado da Casa Branca.

 

O vice-presidente "também reiterou o firme apoio dos Estados Unidos à soberania e à integridade territorial de Kosovo", e elogiou a vontade de Thaci de trabalhar com a Sérvia e outras nações "para avançar na estabilidade, liberdade e prosperidade de toda a região" dos Bálcãs.

 

Kosovo se emancipou unilateralmente da Sérvia em fevereiro de 2008, uma década depois de uma campanha aérea da OTAN que expulsou os sérvios do território de maioria albanesa, e estabeleceu um protetorado da ONU.

 

A Sérvia, com o apoio da Rússia, sua tradicional aliada, ainda considera Kosovo como sua província do sul, berço de sua cultura, e desafiou sua declaração de independência internacionalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.