ETA ameaça atacar forças do Estado espanhol

O grupo separatista basco ETA ameaçouatuar "contra todas as forças e aparatos repressivos do Estadoespanhol" seja onde for, segundo um comunicado enviado nestasexta-feira ao jornal Gara. Alguns trechos da nota foram publicados na Internet, e ojornal disse que vai divulgar o texto completo em sua edição desábado. Nele, o ETA assume a responsabilidade em cincoatentados nos últimos meses. O grupo admitiu pela primeira vez sua responsabilidade namorte de dois guardas civis espanhóis na França no início domês, de acordo com o jornal Gara. "Ocorreu o que estava anunciado há tempos: em 1o dedezembro, o ETA respondeu ante a incessante pressão das forçasarmadas da Espanha contra militantes bascos", informa um trechodo comunicado, reproduzido pelo Gara. Os guardas civis Raúl Centeno e Fernando Trapero morreramapós serem atingidos por tiros no estacionamento de umacafeteria de um centro comercial no sul da França, depois detoparem casualmente com três membros do ETA. Foi o primeiro atentado mortal do ETA na França em mais de30 anos e o primeiro desde que rompeu o cessar-fogo em junho. (Reportagem de Emma Pinedo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.