Kote Rodrigo/Efe
Kote Rodrigo/Efe

ETA vai 'aprofundar' caminho da paz na Espanha, diz jornal

Não ficou claro, contudo, na reportagem do 'Gara', se o grupo separatista estaria disposto a depor armas

SARAH MORRIS, REUTERS

12 de julho de 2011 | 19h13

MADRI - O grupo separatista basco ETA está disposto a "aprofundar o caminho escolhido" de buscar a paz após décadas de ataques violentos na Espanha, disse nesta terça-feira, 12, o jornal basco Gara, que tradicionalmente divulga mensagens da organização.

 

A reportagem do Gara não explica se isso significa que o ETA está disposto a depor armas para reforçar o cessar-fogo que declarou. O jornal disse que publicará uma declaração completa dos militantes na quarta-feira.

 

"A organização armada está 'plenamente convencida' de que surgiu uma oportunidade para construir um cenário de paz e liberdade em Euskal Herria (o País Basco), e reitera em sua declaração a disposição de 'aprofundar o caminho escolhido'", disse o jornal.

Ponto de inflexão

 

O ETA declarou em 10 de janeiro um cessar-fogo permanente, que foi rejeitado pelo governo espanhol por não vir acompanhado de um desarmamento total, e porque o grupo já havia violado tréguas anteriores.

O ETA considera que o sucesso do novo partido Bildu nas eleições locais de maio marcou um ponto de inflexão para o País Basco.

Uma surpreendente vitória judicial anterior havia permitido o registro dos candidatos do Bildu, visto na Espanha como uma nova encarnação do proscrito partido Batasuna, braço político do ETA. O partido acabou tendo um desempenho melhor que o esperado em todos os níveis nas eleições locais de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAETAPAZ*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.