Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA discutirão independência de Kosovo com Europa

Os Estados Unidos disseram nodomingo que tomaram conhecimento da declaração de independênciade Kosovo e que são favoráveis à decisão do governo local deimplementar planos da Organização das Nações Unidas (ONU) paraproteger minorias étnicas. Em um comunicado que sinaliza um potencial reconhecimentoda independência, o Departamento de Estado norte-americanoafirmou: "Os Estados Unidos estão revendo a questão ediscutindo o assunto com seus parceiros europeus. Esperamosdivulgar outro comunicado em breve." O país pediu que todas as partes envolvidas "exercitem omaior grau possível de moderação e se privem de qualquer atoprovocativo." A Sérvia acusou Kosovo de ser um falso Estado após aprovíncia, de maioria étnica albanesa, ter declaradoindependência neste domingo. O Departamento de Estado dos EUA disse que o país aprova ocompromisso claro do governo de Kosovo de implementar um planodesenvolvido pelo enviado especial da ONU Martti Ahtisaari paraproteger a minoria étnica local. O país há muito tempo crê que o projeto de Ahtisaari é amelhor maneira de promover a estabilidade regional, acrescentouo departamento. "Os EUA continuarão firmes em seu apoio aos direitos detodas as comunidades étnicas e religiosas em Kosovo", informouo Departamento de Estado. O senador Joseph Biden, democrata de Delaware e presidentedo Comitê de Relações Exteriores do Senado norte-americano,afirmou ser favorável à independência de Kosovo e disse que embreve pediria aos colegas uma declaração de apoio ao estado deindependência da província. (Por Rachelle Younglai)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.